Crianças e doações na Índia

Em 2013 eu fui para a Africa do Sul onde trabalhei como voluntária. Uma das razões que me fizeram decidir viajar para trabalhar foi o fato de que eu iria viajar sozinha, e dessa forma, poderia conhecer pessoas diferentes. Como eu iria ficar apenas um mês não quis fazer um curso de inglês ou algo do tipo, claro que eu não sou contra, cada um escolhe a opção que se encaixa melhor! E a minha escolha foi o trabalho voluntário.

Quando comecei a planejar ir para a Índia, lá pro final de 2013 logo depois que voltei da África, eu estava planejando uma nova viagem sozinha. Todo mundo pra quem eu falava sobre a Índia me olhava com cara de espanto e então eu nem convidava rs

Conforme foi passando o tempo, decidiu ir a minha mãe e a minha irmã (a minha mãe decidiu ir ao ver a minha experiência na África, onde ela dizia que a vida toda não havia aproveitado 1% do que eu já aproveitei). A Índia é um dos países do mundo com a maior imersão cultural e com os maiores contrastes comparando com a sociedade que vivemos.

Enfim, viajar em grupo foi uma experiência nova pra mim. Passei o ano todo de 2014 pesquisando e buscando informações sobre a Índia igual provavelmente você faz quando vai viajar para algum lugar diferente (espero que esse blog esteja ajudando), e o trabalho voluntário dessa vez não foi uma opção justamente porque eu não estava sozinha. E a não ser que o seu grupo pretenda fazer o mesmo que você, você não pode impor nada. Em grupo prevalece sempre a democracia!

Leia mais sobre Trabalho voluntário clicando aqui.

Mesmo não indo para a Índia para trabalhar, eu considerei outra opção que se encaixa no contexto social do trabalho voluntário que seria levar doações.

O guia da Índia que nos acompanhou nos primeiros dias da nossa viagem e com quem eu já estava conversando a meses, nos deu uma opção de levar doações, e Continuar lendo

Jaipur, a cidade rosa do Rajastão

Cheguei em Jaipur no dia 05 de Março por volta das 9h da manhã. Logo de cara eu amei a cidade, principalmente por comparar com a assustadora madrugada em New Delhi, depois eu voltei para New Delhi e gostei muito da cidade! Vou falar mais disso depois.

Mas voltando a Jaipur, a cidade rosa capital do Rajastão, a cidade dos Marajás. De dentro do carro chegando a cidade já demos de encontro com a Índia que todo mundo imagina, elefantes nas ruas, macacos, vacas, mulheres usando sári, tuk tuk, vacas, palácios, feiras, transito, e mais vacas. A cidade é encantadora.

Não sei se você é noveleiro, mas provavelmente já deve ter ouvido falar naquela novela “Caminho das Índias”. Pois então, foi pelas ruas de Jaipur que Maya costumava arrastar o Sari, e em muitos lugares da cidade foram gravadas cenas da novela.

foto 13 maya jaipur

Cena da novela “Caminho das Índias”. (Imagem: Globo.com)

A cidade também ficou famosa por ter sido cenário daquele filme “O fantástico hotel Marigold”, onde um dos atores é aquele menino que faz “Quem quer ser um milionário”. O guia que Continuar lendo